Categoria: Piracicaba
19/07/2016

Oxitec e Prefeitura de Piracicaba iniciam soltura do Aedes do Bem™ na região central

A Oxitec e a Prefeitura de Piracicaba iniciam nesta terça-feira a soltura do Aedes do Bem™ na região central de Piracicaba. O bairro São Judas será o primeiro a receber o mosquito geneticamente modificado para combater o transmissor da dengue, Zika e chikungunya. Assinado no final de maio, o contrato para expansão do projeto na região central irá beneficiar ainda outros 10 bairros.

No total, os 11 bairros têm uma população estimada de 60 mil pessoas e uma área equivalente a 1.754 campos de futebol. “Os resultados obtidos até agora demonstram que o Aedes do Bem™ funciona, sendo capaz de controlar um grave problema de saúde pública que afeta há décadas a saúde dos brasileiros. Estamos investindo na expansão do Aedes do Bem™ na região central porque, além de funcionar, ele é uma ferramenta inovadora, amiga do ambiente e sustentável. Tenho certeza de que com o Aedes do Bem™, Piracicaba será referência no combate à dengue, Zika e chikungunya para o resto do Brasil e do mundo”, afirma Pedro Mello, secretário de Saúde de Piracicaba.

“O Projeto Aedes do Bem™ na região central irá ajudar a proteger a saúde de, pelo menos, 60 mil pessoas. Após o São Judas, iremos começar o tratamento dos outros 10 bairros até o final de 2016. E esperamos obter os primeiros resultados após 3 a 6 meses de uso do Aedes do Bem™. Com isso, entramos em um novo patamar, beneficiando um número cada vez maior de pessoas e mostrando que o Aedes do Bem™ pode ser usado em qualquer escala”, afirma Glen Slade, diretor da Oxitec do Brasil.

Além do São Judas, os outros dez bairros beneficiados serão Centro, Cidade Alta, Cidade Jardim, Clube de Campo, Jardim Monumento, Nova Piracicaba, Nhô Quim, Parque da Rua do Porto, São Dimas e Vila Rezende.

Engajamento Público

A liberação do Aedes do Bem™ na região central começa após mais de sete semanas de engajamento público em que técnicos da Oxitec, com o apoio da Secretaria de Saúde, explicaram à população de Piracicaba o que é e como age o Aedes do Bem™, além de uma campanha de mídia em jornais, outdoors e busdoors na cidade de Piracicaba.

A campanha irá continuar nos próximos meses com spots de rádio e um quiosque no Shopping Piracicaba, além dos outdoors, busdoors e anúncios em jornais e das tendas em pontos de grande circulação “Em nosso trabalho junto à população, explicamos também por que o Aedes do Bem™ é seguro e que já foi aprovado para uso em todo Brasil.”, afirmou Guilherme Trivellato, gerente do Projeto Aedes do Bem™ em Piracicaba. “O Aedes do Bem™ é um mosquito macho, incapaz de picar e transmitir doenças. Quem pica é a fêmea que precisa do sangue para maturar os ovos.”, completou ele.

O apoio da população ao Projeto Aedes do Bem™ também tem sido grande. Uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa CW7 no início de junho de 2016 aponta que 97,6% dos munícipes de Piracicaba apoiam o uso de ferramentas inovadoras para combater a dengue, Zika e chikungunya e que 88,3% apoiam o uso do Aedes do Bem™.

“O projeto do Aedes do Bem™ no CECAP/Eldorado é um sucesso, mas é importante lembrar que o Aedes do Bem não trabalha sozinho. É fundamental a população continuar a eliminar criadouros, manter a casa limpa e seguir as orientações dos agentes da Prefeitura para evitar a proliferação do Aedes aegypti, o principal transmissor da dengue, Zika e chikungunya”, explica Mello.

Extensão e resultados CECAP/Eldorado
Além da expansão para a região central, a Oxitec estendeu o projeto do CECAP/Eldorado, onde a tecnologia é aplicada desde março de 2015, por mais um ano. Naquela região, resultados preliminares do uso do Aedes do Bem™ mostraram uma redução de 82% nas larvas selvagens do Aedes aegypti em comparação com uma área não tratada.

No ano-dengue 2015/2016, o número de casos de dengue no CECAP/Eldorado registrou redução de 91% na comparação com o ano-dengue 2014/2015. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica do município, foram confirmados 12 casos da doença no período mais recente contra 133 registros no período anterior.

 

Mais informações sobre o Aedes do Bem™, você encontra no portal Aedes do Bem™.

Você também pode assistir ao vídeo institucional sobre como é produzido o Aedes do Bem™ aqui.