Juiz de Fora, Minas Gerais

Aedes do Bem™ será liberado em 3 bairros da cidade no 1º ano do projeto, com expansão prevista para os anos seguintes

Distante cerca de 270 km da capital Belo Horizonte, Juiz de Fora está localizada na Zona da Mata, na região sudeste de Minas Gerais. Com a quarta maior população municipal do estado, possui aproximadamente 560 mil habitantes. Em um primeiro momento, três bairros serão tratados com o Aedes do Bem™: Monte Castelo, Santa Luzia e Vila Olavo Costa. O projeto será ampliado em fases subsequentes e chegará a cobrir uma área habitada por 50 mil moradores de Juiz de Fora.

10 mil

pessoas serão protegidas na primeira fase do projeto em Juiz de Fora, nos bairros de Monte Castelo, Santa Luzia e Vila Olavo Costa

Monte Castelo, Santa Luzia e Vila Olavo Costa

Início do projeto: julho de 2017 – em andamento

Em 2016, o Brasil teve a pior incidência média de dengue de sua história e Juiz de Fora foi afetada pela epidemia de escala nacional, registrando cerca de 28 mil casos. Em 2017, a prefeitura deu continuidade a seu programa de combate a focos de infestação e decidiu recorrer a uma tecnologia de ponta: procurou a Oxitec para liberar o Aedes do Bem™ pela primeira vez no município – e no estado de Minas Gerais. Os três bairros a serem tratados com o mosquito geneticamente modificado no  primeiro ano do projeto foram escolhidos justamente pela quantidade de casos notificados em 2016: Santa Luzia registrou 925 casos da doença, Monte Castelo; 564 e a Vila Olavo Costa; 152. Antes de as liberações começarem, a Oxitec realiza um dedicado programa de engajamento público, em parceria com a prefeitura, para explicar à população como funciona o Aedes do Bem™. Além da distribuição de panfletos explicativos, uma tenda será montada nos bairros tratados para que os moradores possam tirar dúvidas com a equipe da Oxitec e técnicos da prefeitura e ter contato direto com os Aedes do Bem™.  O objetivo do projeto é que, cerca de seis meses após o início das liberações, a redução na população de Aedes aegypti selvagem já possa ser mensurada.

Notícias